09 setembro 2007

O dia de ontem!...


Ainda estou meio abalada! Ontem morreu Jeremias, o coelho anão.
Sim, já é o segundo! Depois de dizer que não quero mais nenhum e contar tim-tim por tim-tim tudo o que se passou com o bicho à senhora da loja de animais, ela lá me convenceu (e para isto o querer da M. contou ainda mais) a passar lá para a semana e escolher outro coelho de uma nova ninhada. Parece não passar de "azar" que temos tido com os coelhitos, mas é muito triste ver os bichos a morrer sem lhes poder fazer nada. E se o Lucas não me deu qualquer hipótese, de tão rápido que tudo se passou, o Jeremias esteve cerca de um dia a dar sinais de que algo não estava bem. Incapaz de perceber ao certo qual seria a maleita, lá tentei fazer-lhe massagens na barriga, caso fossem cólicas ou algo relacionado com um mau funcionamento intestinal. Mas não adiantou de nada e, pela manhã, lá fui de novo encontrar o bicho sem vida na gaiola.

Depois disso fui pôr a minha melhor cara para um encontro há muito esperado, um almoço de amigos de infância e crescentes famílias. Apesar do restaurante não ter sido a melhor escolha (só por isso nem vou aqui mencioná-lo para não lhes fazer publicidade), foi um encontro super agradável. Nota-se que todos temos muito prazer em rever-mo-nos e só lamento que não o possamos fazer mais vezes. Terminámos o encontro em amena cavaqueira num belíssimo cenário natural - o Castelo de Palmela.
Adorei, adorei, adorei! E valeu-me isso para desviar o pensamento do sucedido com o coelho e acabei por ter um dia repleto e transbordante de bom-feeling. No final, eu e o maridão, escoltámos o cortejo dos carros dos amigos que precisavam de guia para regressar à auto-estrada, por Palmela antiga, através das suas íngremes e estreitas ruelas, ainda salpicadas de carros estacionados e de senhoras de muita idade, a quem os ouvidos deixaram de funcionar e que insistem em passear pelo meio das ruas.

Mais à noite, a M. presenteou a avó com uma cabaninha feita por ela, ao estilo das casas típicas madeirenses, tendo como matéria prima os livros da colecção "Era uma vez uma maravilha..." (da Nova Gente), que descobri pela Zai Zai (que ilustrou um dos mais bonitos) e que por si só irão dar um belo tema para um post futuramente (me aguardem!!!...). Estava bem animada e presenteou-nos a todos com um espectáculo de dança/ginástica/ilusionismo, que eu orgulhosamente registei em vídeo, rematado com vénia e tudo, em frente à televisão que transmitia o jogo da nossa selecção de futebol, para desespero do pai!

4 comentários:

noë disse...

Hola Apo,

Ohhh siento mucho lo de los coelhos.
Animo! Que delicados tus trabajos...
Gracias por la visita.

Hasta pronto!

* birrinhas * disse...

Possa que azar com os coelhinhos.
Eles são bichinhos muito sensiveis, mas também não é assim tanto, se calhar foi aquela ninhada que tava doente. =/ E coitadinha da M. deve ficar tristinha. Espero que tenhas mais sorte com o próximo bichinho.

Beijinhos Gordos ***

(Obrigado por leres o meu blog, fico tão contente cada vez que vejo um comentário teu. =D Se tivesse uma madrinha de Blog (e se soubesse qual o intuito duma madrinha de blog xD )tu eras a escolhida sem duvida nenhuma)

Célia Jordão Alves disse...

Ai os bichos... É um desgosto vê-los sair das nossas vidas sem pedirem autorização...

Beijinhos para ti e para a tua menina com os votos de melhor sorte com o próximo animal de estimação.

helena zália disse...

Um beijinhos muito grande e ... muito OBRIGADA!
:))

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin