20 maio 2008

O Pau de Giz


Era uma vez uma menina que tinha um pau de giz. Ao longo da história vai-se cruzando com outros meninos que brincam com outras coisas. Os brinquedos deles parecem-lhe sempre mais interessantes que o seu e vai-lhes pedindo para trocar. Primeiro troca o pau de giz por uns berlindes, mas logo descobre que sozinha não tem graça jogar ao berlinde. Sucessivamente vai trocando de brinquedo sem nunca ficar feliz por muito tempo com a troca. Acaba por recuperar o pau de giz e o jogo da macaca que um menino tinha desenhado no chão. Começa a chover e a macaca é lavada pela água. A menina, entristecida, continua sem saber com o que se divertir. Chega um dos amigos com quem trocou de brinquedo e ensina-lhe como voltar à brincadeira. Desenha novamente o jogo da macaca no chão e todos vêem brincar numa macaca infinita que a menina vai desenhando a seu belo prazer.
Once upon a time there was a girl who had a stick of chalk. Throughout the story she will trade it with other children who play with other things. The other toys always seem more interesting than her's. First exchange the stick of chalk for marbles, but soon discovers that it isn't fun to play with marbles alone. Later she changes her toys without ever being happy for a long time with the exchange. She finaly recovers the stick of chalk and a game drawn on the ground. It starts to rain and the game is washed by the water. The girl gets very sad, still not knowing how to have fun. The friends with whom she exchanged toys come by and teaches her how to play again. Draw back the game on the floor and see all playing infinitely at the game that the girl is drawing as she wants.

As ilustrações são lindíssimas e convidam a uma prolongada contemplação. Ilustrações destas fariam as minhas delícias em criança, quando adormecia a observar atentamente para todos os pormenores dos desenhos das histórias. Por exemplo, nos livros da Anita, dava-me ao trabalho de confirmar se todos os pormenores da história batiam certo com as ilustrações. Se dissesse que o chapéu da Anita era verde então no desenho ele teria que ser verde, se dissesse que o Manuel estava a jogar à bola, então o menino loirinho lá ao fundo seria o Manuel, e por aí a fora. Não me cansava de confirmar todos os pormenores e mais alguns que não estavam descritos e que faziam com que eu completasse a história na minha mente.
The illustrations are beautiful and invite us to a prolonged contemplation. Illustrations like these would be my delight as a child, when I used to fall asleep observing carefully all the details in the designs of stories. For example, in the Martine's books, I'd confirm all the details of the story. If it said that Martine's hat was green, in the design it would have to be green; if it said that Manuel was playing the ball, then the boy back there with the bold hair would have to be Manuel, and so on. I'd confirm all the details and a few others which were not described and that made me complete the story in my mind.

Referência Bibliográfica Bibliographic Reference:
"O Pau de Giz"
TexoText: Iris van der Heide
IlustraçõesIllustrations: Marije Tolman
EditoraEdition: Gatafunho (2005); Ana Paula Faria (2006)

15 comentários:

sonhos disse...

interessante o livro! :)
Engraçado, eu fazia o mesmo qdo era pequena, confirmava se o texto batia certo com os desenhos, ai se não batesse...:)
beijinho grande :)

macati disse...

liiiiiindo!

anni disse...

que lindo, gracias por este cuento, te deceo un dia muy productivo.

Jorgelina disse...

Muy lindo el cuento...
Besote

Luciana Pessanha Pires disse...

Nossa! Que poético! Gostaria muito de ler os livros usados no post atual e no "À procura do mercador de areia. procurei na minha cidade, mas não consegui nem encomendar. Vivo nas livrarias e bibliotecas olhando tudo. Francamente, você é maravilhosa! Que perspicácia! Que leveza para tratar dos temas!
Eu sinto muita falta de visitar seu blog. Só fico ausente quando realmente não posso.
Quero muito possibilitar a Gabriel o convívio com as artes. Vejo que você faz isso com sua princesa.
Beijo grande, querida!

Juca disse...

Olá LINDAAAAA,

É claro que não me esqueci de ti... mas como tu sabes não tem sido nada fácil! O tempo não estica, eu ando exausta e a precisar de férias que nunca mais chegam e ainda para mais estou numa fase péssima de falta de forças... enfim, é preciso é andar para a frente!

Adorei todos os posts que ainda não tinha comentado, apenas por falta de tempo, pois já os li todos :) aliás é aqui que venho qd preciso de sair deste mundo de stress e relaxar um pouco :D

Prometo que volto em força muito muito em breve!

Beijos do temnhos do mundo e do fundo do coração!

Cris disse...

ola.

bom livro fascinante sem duvida alguma, gostei mt da postagem da mae embora n seja mae biologica por enkanto tb tenho tempo e so tenho 26 anos, mas ja tenho 2 meninos um de 13 e outro de 11 anos ja vivem cmg desde dos seus dois anos de vida embora ate a 3 anos tenham vivido cmg cm irmaos desde a 3 anos deixei de ser irma e paxar a ser mae por ixo axo k sim com toda a certeza esta é uma das carreiras k mais prestigio e ser mais conceituada profissao e logo a seguir a de pai.

:O):O) jinhos cris

Paty'S disse...

Olá linda!!
Queria que visitasses o meu blog pois vou ajudar umas meninas de um lar ca em Leiria e gostaria de ter a tua ajuda!!

Beijoca's
Paty'S

Sorrisos em Alta disse...

Isso é uma alegoria ou sou só eu que sou tarado?
Uma menina a brincar com um pau e com berlindes...

Atelier Ao Meu Gosto disse...

Uma história de encantar!
Gostei muito :)

Beijinhos, lena

SANDRA RIBEIRO disse...

parece linda esta historia amiga por acaso nunca a li mas pelo que dises deve ser espectacular
beijokas

Viver por Amor disse...

Que post dlicioso!!!!

Adorei!!!

Obrigada!:D

***=)

Viver por Amor disse...

Que post dlicioso!!!!

Adorei!!!

Obrigada!:D

***=)

Viver por Amor disse...

Que post dlicioso!!!!

Adorei!!!

Obrigada!:D

***=)

VerdeBlue disse...

Gostei da histtória e derreti-me com os desenhos... só podia! :D

*******

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin