23 janeiro 2011

compreensão

A fazer zapping, logo pela amanhã, tropecei nesta frase nalgum canal: "A compreensão é o motor da mudança" (para melhor, acrescentaria eu).
Não devem ter sido estas as palavras exactas que ouvi, mas era este o conteúdo. Naquele momento fez-se luz na minha mente. Realmente, quando se sentem compreendidas as pessoas deixam de fazer o que quer que fosse que costumavam, simplesmente para sentir que o seu ponto de vista era entendido. Atenção, que ser compreendido não significa necessariamente que concordem connosco, mas apenas que percebem o que nos motiva. E isso já é tanto. Porque é que é tanto, não sei. Deixemos esse tipo de análises para os profissionais de psicologia. Mas é o que a maioria dos seres humanos busca, estou certa.
Tenho a certeza de que se todos se sentissem compreendidos, o mundo seria um absoluto sossego. Ahhh, e não me venham cá com tretas de que "assim seria uma pasmaceira" e "que graça teria um mundo absolutamente sem conflitos"...
Contudo, e por muito que acreditemos que as nossas atitudes são consequência da nossa personalidade (claro!) em conjunto com os estímulos que recebemos dos outros, acredito que se nos tentarmos mudar a nós próprio, para sermos mais pacientes, menos exigentes (inclusive connosco próprios), mais tolerantes, e, mais importante, fazermos o outro compreender que é compreendido por nós (e aqui é que reside a maior dificuldade, na minha opinião) o outro também terá vontade de mudar. É claro que, estando a falar de seres humanos, contem com excepções para confirmar a regra...

A propósito:


[James Morrison - Man in the Mirror]

3 comentários:

Cafofo da Fran disse...

Concordo com vc
Bjus

Faniquito disse...

Oii, minha linda !!!

Ah que lindo texto e reflexão. Eu concordo plenamente contigo. E não posso sair sem dizer que eu trabalho e muiiito a minha pouca paciencia. E acho terrível qdo sentimos que não nos compreendem.Acho que é por isso que sou tão "verbal". hehehe


Linda e abençoada semana

Beijinhos

Ana

Rafael M.E. disse...

O que falta, às vezes, para nos compreendermos melhor e aos outros e deixarmos de fazer pressões sobre nós mesmos... tem vezes que eu acordo, por exemplo, de saco cheio de mim mesmo... pelas cobranças e por assuntos que não consigo resolver... adorei tua crônia... muito interessante...
Um abraço do outro lado do Atlântico...

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin