15 março 2010

o pintor e o lobo


Ainda a recuperar de um resfriado como já não me lembrava há anos (porque como a M. diz, e graças a Deus, eu sou "demasiado saudável"), cá estou de volta para vos mostrar as ilustrações do conto O Pintor e o Lobo. Como vos disse, saíram da imaginação da M.. Serviu também de lição de história relativamente recente do nosso país, tanto para a M. como para outros pequenotes lá na Biblioteca. A M. queria desenhar peluches em cima do guarda-fatos no quarto! E não gostou nada de ter que desenhar assim as roupas do pobre homem, vestido de sobretudo. Mas foi ideia dela usarmos papel embebido em café, para parecer pedra velha, nas paredes da capelinha. Nessa primeira ilustração, as cortininhas e a manta também foram escolhidas por ela. E se repararem, o candeeiro na mesinha de cabeceira é dos de petróleo, porque antigamente não havia luz eléctrica nas casas.
Como vos disse, estamos a comemorar o primeiro centenário da Implantação da República. Tenho reparado também que em muitas actividades, programas, etc., dedicados às crianças, este tem sido o tema do momento. Não sei se é propositado, mas acho muitíssimo bem. Ainda há pouco no ZigZag, estava o Pedro em amena cavaqueira com o seu pai, a falar de como eram as televisões antigamente. Isto faz-me lembrar o "Conta-me Como Foi". Pena que não é muito apelativo para crianças. Mas no site sempre dá para lhes mostrarmos algumas fotos e rirmos com as diferenças de hoje em dia. A risota funciona sempre muito bem com as crianças. E aprendem imenso.
Bom, mas então cá ficam as ilustrações terminadas para que as possam ver. Foram desenhadas pela M. e coloridas por mim. Usámos varias técnicas, como já se devem ter apercebido. Colámos folhas, florzinhas, diferentes tecidos, letras recortadas...
A história fala-nos de outra época do nosso país. Um homem, o pintor, trabalhava muito longe da sua casa e tinha que ir a pé, porque não tinha dinheiro para comprar nem sequer uma bicicleta. No Inverno, atravessava a serra cheia de neve. Certo dia teve um encontro pouco simpático com um lobo. Não foi fácil, mas graças à sua coragem lá conseguiu vencer o animal. Assim, pôde seguir o seu caminho e chegar ao trabalho, pela manhã.
Um conto de tradição oral, adaptado por mim e ilustrado por mãe e filha.



E lembro-me que, há muito, muito tempo, escrevi e ilustrei uma das histórinhas da Matilde. A ver se agora, com a ilustradora principal entusiasmada, conseguimos ilustrar muitos dos contos que tenho na gaveta.

6 comentários:

Francisco Martins disse...

Mt fixxes as ilustras! :)

Francisco Martins disse...

Oras...estava a dizer a verdade poças! :P
A sério, dentro do estilo -para crianças, acho que estão giras e com um ar sweet! :)

Coisas de fazer - Handmade in Portugal disse...

Já fiz, facil, facil Obrigada ;)

Coisas de fazer - Handmade in Portugal disse...

Tb gosto das Ilustrações. Gosto principalmente das cores, que são as menos obvias para este tipo de trabalho.

Mena disse...

Olá!
Vim ver as novidades e gostei.
Bj
Mena

Juliana disse...

Paula,
muito obrigada por tua preocupaçao. Gosto muito de ver como trabalhas com tua M. e a vossa dedicação com o mundo dos livros.
Por falar neles, há uns meses comecei um trabalho voluntario na biblioteca da cidade onde moro. E eu que adoro estar em meio aos livros... :D

Beijinhos

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin