28 outubro 2011

bom exemplo


Destes, nasceu uma vez UM!
Era oriundo de famílias aristocráticas e descendente de flamengos. O pai deixou de lhe pagar os estudos e deserdou-o. 
Trabalhou, dando lições de inglês para poder continuar o curso.
Formou-se em Direito.
Foi advogado, professor, escritor, político e deputado.
Foi também vereador da Câmara Municipal de Lisboa.
Foi reitor da Universidade de Coimbra.
Foi Procurador-Geral da República.
Passou cinquenta anos da sua vida a defender uma sociedade mais justa.
Com 71 anos foi eleito Presidente da República.
Disse na tomada de posse: "Estou aqui para servir o país. Seria incapaz de alguma vez me servir dele..."
Recusou viver no Palácio de Belém, tendo escolhido uma modesta casa anexa a este.
Pagou a renda da residência oficial e todo mobiliário do seu bolso.
Recusou ajudas de custo, prescindiu do dinheiro para transportes, não quis secretário, nem protocolo e nem sequer Conselho de Estado.
Foi aconselhado a comprar um automóvel para as deslocações, mas fez questão de o pagar também do seu bolso.
Este SENHOR era Manuel de Arriaga e foi o primeiro Presidente da República Portuguesa.

[Este texto chegou até mim via e-mail.]

Destes, nasceu uma vez UM! E depois o que aconteceu? Partiu-se a forma, foi???
Eu acredito que há mais destes. Não será o género mais comum, aceito... mas há certamente mais. Definitivamente, não estão é na política! Até isso os maus políticos causam. Porque com as suas más influências desmotivam qualquer jovem (ou menos jovem) bem intencionado de se envolver em tal imundice. Uma pessoal decente não se sentirá decerto bem no nosso actual meio político. É que até dá medo de se ser contaminado!!!

2 comentários:

O Sonho d@ Bubulet@ disse...

Eu conheço esta "história" que é verdadeira e este Homem era realmente um Senhor. Até agora não conheci nenhum como ele. Será que ainda vamos desencantar mais algum????
Beijinhos minha linda*

mfc disse...

Depois... é o que se vê!!

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin