20 julho 2012

as noites...


As noites... Ai, as noites... Têm sido de loucos!
Sei que já há muita gente de férias e que, o que se segue, assemelha-se aos horários de entrada e saída de bares e discotecas. Mas, na realidade, são os meus horários de acordar e voltar a poder dormir, nos intervalos de dar mama, mudar fralda, fazer "sala"... à bebé. Dei-me ao trabalho de tomar nota das horas que condicionam as minhas noites. Aliás nem me custa nada anotar, porque tenho sempre um papelinho e uma caneta na cabeceira, e serve para eu ter noção do quanto durmo. Porque a desorientação mental já era tal, que eu própria não acreditava que acordava tantas vezes de noite. Às vezes, depois de dormir 30 minutos, sentia-me mais descansada do que noutras, em que dormia quatro horas, será possível?! Então resolvi começar a anotar as horas a que passo a L. para a caminha e às que ela me acorda.
Passo a transcrever para aqui os passados cinco dias (aliás, seis com a noite de hoje) para vocês terem uma noção do que eu tenho passado nos últimos cinco meses.

Dia 15
Passou para a caminha às 0:45h.
Acordou 10 ou 15 minutos depois.
Voltou para a caminha à 1:30h.
Acordou às 7:15h!!! Yeah!!! Quase seis horas de seguida!!! Afinal é capaz.
Voltou para a caminha às 7:50h.
E acordou definitivamente às 9:45h.

Dia 16
Passou para a caminha à 1h.
Acordou às 3 e tal.
Voltou para a caminha às 5:45h.
Tive que a acordar às 9:10h. Yeah, novamente!!! Dormiu quase 3 horas e meia de seguida e continuaria se não tivesse que a acordar.

Dia 17
Passou para a caminha às 3h.
Acordou às 5:30h.
Voltou para a caminha às 5:50h.
Acordou às 8:20h.
Voltou para a caminha às 10:35h.
E acordou definitivamente às 10:55h.

Dia 18
Tentei passá-la para a caminha à 1:15h, mas ela acordou.
Passei-a novamente para a cama à 1:55h.
Acordou às 6h. Yeahhh!!! Quatro horasss!!!
Voltou para a caminha às 6:30h.
Acordou às 9h.
Voltou para a caminha às 9:50h, mas já não dormiu mais.

Dia 19
Passou para a caminha à  1:55h.
Acordou às 2:25h.
Voltou para a caminha às 3:25h.
Acordou às 5:30h.
Voltou para a caminha às 6:45h.
Acordou às 7:55h.
Voltou para a caminha às 9:10h.
E acordou definitivamente às 9:50h.

Dia 20
Passou para a caminha à  1h.
Acordou às 3:30h.
Voltou para a caminha às 4:40h.
Acordou às 5:40h.
Voltou para a caminha às 6:50h, mas acordou logo.
Tentei novamente passá-la para a cama às 7:05h.
Acordou às 8h.
Voltou para a caminha às 8:25h.
E acordou definitivamente às 8:35h.

Como podem ter reparado, eu festejo todos os sonos que sejam de mais de 3 horas, que é como que a bitola inicialmente imposta pela L.. Mas desde aí tem vindo a piorar, a verdade é essa. :S De vez em quando, mesmo muiiiiitoooo de vez em quando, brinda-me com um sonito maior, mas depressa lhe passa. Eu acho sempre que é dessa que ela vai atinar com as noites compridas, mas ela desmente-me sempre.
Já falei ao médico dela, já experimentei aconchegá-la melhor, já experimentei dar-lhe biberão antes de dormir... E nada parece resultar consistentemente. Podem pensar que a coitadinha tem cólicas, mas não é! É simplesmente vício de estar na mama. Enfim, já me resignei. Espero que lhe passe aos seis meses, e que se deixe vencer por um sono mais pesado, como diz o médico. Senão, olhem, cá vou estando, a buscar energias onde não fazia ideia que poderiam existir... "E cara alegre", como diz uma enfermeira minha conhecida! :)

6 comentários:

xunandinha disse...

Eu sei muito bem o que isso é aliás pior,o meu filho Flávio,tinha sonos de 15 minutos cheguei a fazer as coisas com ele no canguru,como aspirar etc,ele é hiper ativo,escalava as paredes de casa,foi com uma psicologa que ele travou um pouco porque ainda por cima tem dislexia,enfim hoje com 19 anos bate com as pernas na cama,anda por toda a casa a falar ao telefone,tem calma descansa quando ela dorme,beijinhos para ti para a L e M

Sissamar disse...

Compreendo-te tão bem.... a minha filha só me começou a dar noites decentes, já ela tinha quase 3 anos!!!!! Se primeiro era a fome durante a noite, quando deixou de ter idade para o fazer, começaram os pesadelos e os terrores nocturnos... cheguei tb a apontar tal como tu, quantas vezes me levantava de noite e nunca eram menos de 5/6 e ás vezes chegava ás 8 vezes!!! Tinha vezes em que acordava numa tal gritaria que me fazia levantar a correr e a ter tonturas a seguir. Claro, não tardou a que eu começasse a sentir os efeitos de tantas noites de privação de sono e entrei em esgotamento e uma depressão que foi tb ajudada por outros problemas que se vieram juntar! Felizmente, assim que ela começou a dormir, as coisas automaticamente começaram tb a entrar nos eixos. O que te digo é que aproveites todos os soninhos dela para te deitares tb, não faças como eu que andava sempre preocupada com o raio da limpeza fora as visitas inesperadas que resolviam sempre aparecer na hora em que me apetecia deitar um bocadinho!
Beijinho e animo!

Carla disse...

Sei bem o que isso é...e não há palavras que ajudem a diminuir o teu cansaço, mas se te faz sentir melhor, eu tive noites bem piores, com a agravante de ter 2 bebés!
E só melhorou substancialmente aos 2 anos!
Por isso, força aí! Nós, mulheres e mães, temos uma força interior capaz de tudo isso e muito mais!!!
Beijinhos às princesas e à mamã! :)

Letra a Letra, Passo a Passo disse...

Tambem te compreendo bem, demsaiado bem! Mas, felizmente, isso passa! (quando? não sei, mas passa...)

mfc disse...

Tenho o exemplo cá em casa com a minha neta e sei o que a minha filha tem passado!
Beijinhos,,,

O Sonho d@ Bubulet@ disse...

:((( muita força. Os meus manos foram exatamente assim e eu tb, uns piores outros melhores :( a minha mãe passou por 4 assim é horrível.

Muita força Paulinha ****

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin