11 fevereiro 2010

do conto e do contar



Lembram-se de ter sido lançado um livro infantil do José Saramago? Eu já não me lembrava, mas cruzei-me com ele no outro dia na biblioteca e não resisti a trazê-lo para a M.. Li-o primeiro para mim própria, pois, mal lhe dei uma vista de olhos na diagonal, reparei (no que, aliás, já estava desconfiada) que a escrita do nosso Nobel da Literatura seria demasiado hermética para uma criança da idade dela. Depois espremi a história e adaptei-a para que ela a entendesse, o que aliás é humildemente sugerido pelo autor, que tem o discernimento suficiente para perceber que a sua escrita não é a mais adequada ao público alvo desta publicação, apesar de se notar um admirável esforço para mudar o dito estilo. Ou então o objectivo é mesmo obrigar os pais a lerem e a recontarem a história, o que implica um exercício muito mais complexo e interessante. E chega mesmo a sugerir que o leitor (ouvinte, neste caso) reescreva a história pelas suas próprias palavras. Sugestão que eu dei à M. e que ela aceitou prontamente. A ver vamos se é para realizar a tarefa ou se cairá no esquecimento, visto que temos outro projecto em mãos (um conto que escrevi inspirado nas vivências do meu avô e que a M. quer ilustrar).



A M. não achou particular graça às ilustrações de João Caetano, mas eu confesso que as achei deliciosas. A história, segundo o autor, a mais linda história que já ouviu, agradou-lhe bastante e a mim também. Tem uma mensagem ecológica e retrata um menino que tem muito em comum com a própria M..
Fica então a sugestão de leitura. Procurem na vossa biblioteca: "A Maior Flor do Mundo", de José Saramago, com ilustrações de João Caetano, da Editorial Caminho, Dezembro de 2002.



12 comentários:

Nárriman disse...

Oi minha flor! Passei para agradecer sua visita em meu blog, ok?
Sorte no seu projeto do livro!
Bjs!

Mal-Me-Quer Bem-Me-Quer disse...

Olá Ana Paula
Peço desculpa por andar tão ausente, espero brevemente conseguir fazer as minhas visitas habituais, pois tenho muitas saudades dos vossos cantinhos.
Concordo plenamente contigo, o nosso Nobel´não é para toda a gente e muito menos para as nossas crianças, eu já li o livro, gostei, e vou fazer o que fizeste à M, pois ainda não o fiz
Beijocas e Bom Carnaval
Ana

Chocolate disse...

parece interessante! beijinhos e bom fim de semana!

Helena Varandas disse...

Olá Ana!
Bigado pelo carinho, visita e força.
Estive a ver o blog da tua filhota e adorei os desenhos e textos que escreve com a tua ajuda, parabéns á princesa.
Joquitas enormes para voçês
Helena

estilokomcOr ** disse...

Ola

obrigada pelo comentário !!

=o) **

Mena disse...

Olá!
Bom fim-de-semana! Também ofereci esse livro à minha filhota, logo que saiu!
Bj
Mena

Faniquito disse...

Oii, minha querida !!!

Ahhh eu já nem lembrava.:) E tampouco o li, mas confesso que vc aguçou minha curiosidade e agora quero ler.

Muito legal esses teus projetos com a M, penso que a criança tem que ser sempre estimulada e muito.Descobrir e aprender é algo que se deve carregar o resto da vida.

Bom carnaval prá vcs

Beijinhos

Ana

Maria Cusca disse...

Concordo que o tipo de escrita de Saramago, não é para crianças, mas é de algum moda uma maneira de incentivar os adultos a lerem.
Acho delicioso esse projecto que queres fazer com a M.
Em frente e força, porque para comentar estamos nós.
Feliz dia dos namorados e um óptimo Carnaval.
Jinhos grandes

Anónimo disse...

Amiable dispatch and this fill someone in on helped me alot in my college assignement. Say thank you you on your information.

Catita disse...

Ei, querida!!!!


É sempre uma delícia para a alma passar por aqui!!!

Adorei as novidades e desejo boa leitura à M.!!!



Saudades!!!


Beijinhos!!! =]

RUTE disse...

Sabes, sou eterna fã de José Saramago e fiquei com uma vontade incontrolável de ir a correr a uma livraria, folhear o livro infantil.

No entanto sigo o teu raciocinio, a escrita de José Saramago não é apropriada a crianças. Especialmente por causa da falta de pontuação :) Coisa que adoro e que me delicio. Sei perfeitamente disciplinar-me quando o leio. A respiração é intuitiva não necessita de pontuação. Mas uma criança não o sabe fazer.

Obrigada pela divulgação.
Tudo o que se relaciona com "o mestre" é importante para mim.
Beijinhos.

Teresa disse...

Olá, desacobri o seu blog por acaso e adorei.é mesmo bom feeling:)
Concordo contigo, também adorei as ilustrações... mas um pouco mais de cor talvez cativasse mais as crianças.
Bjs

Related Posts Widget for Blogs by LinkWithin